NOSSA HISTÓRIA

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Santa Catarina – SINPOL-SC, fundado em 12 de dezembro de 1988, surgiu da necessidade de se suprir uma carência no âmbito da representação classista que agregasse as diversas categorias funcionais, integrantes dos diversos grupos ocupacionais da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Estado de Santa Catarina.
 

Foi então que, sob a coordenação de um grupo de Policiais Civis, a maioria hoje já aposentada ou exercendo outras atividades fora do âmbito da segurança pública, se reuniram e criaram o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Santa Catarina – SINPOL-SC. Onde o estatuto, aprovado na mesma data, no seu Artigo 1°, prevê que este tem por finalidade estudar, coordenar, representar e defender os direitos e interesses coletivos e ou individuais, tanto em ações judiciais como em administrativas, envolvendo servidores, ativos ou inativos da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Estado de Santa Catarina.
 

"É de se ressaltar que, foi o SINPOL, sob a presidência do então Policial Civil (Inspetor de Polícia) Volnei Batista de Carvalho, que foi deflagrada a primeira greve dos Policiais Civis Catarinenses, reivindicando muitos dos nossos direitos entre os quais, melhores condições de trabalho, isso já nos idos de 1990."

Os trabalhos iniciaram com a antiga gestão de 2018, após uma reestruturação necessária, ocorrida por conta de insatisfações na administração anterior. Com responsabilidade, transparência e estratégia, o SINPOL-SC colocou-se em lugar de destaque no cenário policial catarinense.

 

No ano de 2018, o então presidente, Faunner Alfredo Cavon, entregou as chaves da primeira sede própria do sindicato; 2 datas fixas para o processo promocional; o portal transparência; a retirada do impedimento para o agente da autoridade policial ser promovido durante o estágio probatório e restabeleceu a comunicação com o Poder Executivo, marcando assim o fim do “mandato tampão”.

 

Dando sequência aos trabalhos, o ex-presidente Elmar Schimitt Osório, em seus 3 anos de gestão, implantou a assessoria jurídica e disponibilizou os sistemas para acionar e acompanhar as demandas da assessoria jurídica em tempo real; implantou atendimento psicológico gratuito, seguro de vida e auxílio-funeral; lutou pela incorporação da IRESA; inovou com a criação de um aplicativo exclusivo para comunicação com seus associados; recuperou a saúde financeira do sindicato, construiu a sede própria, ampla e moderna; participou da alteração do Plano de Carreira; disponibilizou mais de 1.400 empresas conveniadas para descontos exclusivos aos associados; implantou o sistema de cartilhas para orientar os associados nas situações do dia a dia; buscou pela recomposição salarial, e reforço na atuação junto ao parlamento e ao Governo Estadual.
 

Ao longo dos anos, o sindicato lutou, ativamente, por melhores condições de trabalho de todos os Policiais Civis Catarinenses, e a maior prova disso foi o reconhecimento por parte do Poder Público Estadual, que convocou o SINPOL-SC para fazer parte da Comissão para a reformulação do processo promocional, com promoções programadas, garantindo ao policial civil alcançar o final de carreira após 18 anos de serviços no cargo.
 

Com o apoio da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis – COBRAPOL e com a Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da região Sul – FEIPOL/Sul, apoiada inclusive pela Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, órgão vinculado ao Governo Federal, defendemos uma proposta unificada nacionalmente visando também a Modernização das Polícias Civis Brasileiras, com uma Lei Orgânica amplamente discutida nas bases, com Carreiras Policiais Exclusivas de Nível Superior.

 

O Presidente Paulo Abreu em nome de toda a diretoria se compromete em continuar o trabalho iniciado pela equipe de ambos os ex-presidentes.

NOVA SEDE

Conheça a estrutura moderna e robusta da sede do SINPOL-SC localizada em Florianópolis/SC